segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

O QUE FAZER COM MINHAS LIMITAÇÕES?

                              


Aprendemos com a própria vida o quanto somos limitados. As situações nos convencem o quanto necessitamos de ajuda, seja de uma pessoa que conhecemos ou até mesmo das pessoas que não temos afinidade.

As limitações são inerentes ao ser humano; o fato é que não podemos parar nelas, e nem sempre devemos ficar correndo das situações. Diante dos acontecimentos precisamos encontrar solução, porque, uma hora ou outra, estaremos com os mesmos conflitos e aí, o que fazer?

Imagine se um motorista pensar que um dia, precisará andar numa velocidade de 80 km/h devido ao tráfego numa determinada rodovia ser bem movimentada. Ele diz que só consegue andar a 60 km/h e que faz de tudo para não trafegar em rodovias, procurando andar somente dentro da cidade. No dia que esta pessoa não tiver alternativa e for para a rodovia ela estará sujeita a bater ou se travar no volante; a questão não é ser imprudente e sim conhecer as limitações e não deixar que elas nos paralisem.

Não adianta ficar correndo com medo dos perigos. Uma hora ou outra estaremos diante deles, por isso, é preciso saber como reagir. Eles estarão sempre à nossa volta.
Para vencer as limitações precisamos nos decidir a todo o momento. Estamos sujeitos a fracassar e a cair quando queremos ir além delas. Entretanto, o que não podemos é cair e permanecermos no chão. A decisão interior nos dará forças para lutarmos por aquilo que é nosso objetivo. Claro, se não temos a “prudência das serpentes ao lado da simplicidade das pombas” (Mat 10,16), continuaremos a cair.

Ouvi, outro dia, uma pessoa dizer: “só serei feliz quando vencer as minhas limitações”. Não se trata de vencer as limitações e sim de superá-las. As limitações não podem ser inimigas, mas instrumentos que nos levam à resistencia. Este chão, após a queda, não tem forças para nos prender, pois somos criados para as alturas e ao céu chegaremos.

fonte: http://blog.cancaonova.com/flaviobrandao/

Atenciosamente, 
--
Equipe Jovem! 
(contatojovem2011@gmail.com)

Um comentário:

  1. Muito bom o texto! Parabéns Davi pelo blog!!
    beeijos ;*

    ResponderExcluir